Poesia

Hoje é dia / de poesia / não dissera / quem diria?

Archive for August, 2008

O pescador

Estava ali, o pescador.
Sentia e conhecia o vento,
Conversava com os peixes;
Tinha o oceano, o mar nos olhos.

Tinha a alma azul do mar, do céu,
E o coração batia como onda;
Seu sangue, uma corrente salgada,
Carregava ar como se água fosse.

Chorava ao voltar para a terra;
Sonhava com o mar, com o vento,
Um sonho azul, de ar e de água;
Sonhava com o lar, com saudade.

Um dia ele foi
E não voltou mais.
E sua alma descansou, feliz,
Em paz.