Poesia

Hoje é dia / de poesia / não dissera / quem diria?

Archive for January, 2007

Água

Ouvi dizer que a água é insípida, inodora e incolor.

Como assim é insípida,
Se minha sede discorda
E só tem prazer em seu sabor?

Como seria inodora,
Se amo e conheço o cheiro da chuva
Que cai depois de longa estiagem?

E como será incolor,
Se em cada mínima gotícula,
Há um arco-íris sonhando em sair?

Virada

Despedir-se do que está velho
E receber o novo
É como despir-se num dia frio e chuvoso;
Como sair da cama depois da noite de sonho,
Como deixar pra trás uma parte de si.
É dizer adeus a quem se sabe ser,
Sem saber o que há de tornar-se;
É findar em si mesmo outro ciclo
É esquecer-se e lembrar-se
De si, e do sempre, e do instante,
É saber-se mortal e incessante,
Raiz seca e renovo;
É adeus,
É feliz,
Velho Novo.